31.8.10

Guess a 50%

Acabadinha de comprar!
A minha é em preto mas só encontrei a imagem em castanho. O melhor de tudo é que a comprei a metade do preço!!! : )

Digam lá se não é gira!

30.8.10

Pérolas antes do pequeno almoço

Da Internet retirei o seguinte texto:

Numa experiência inédita, Joshua Bell, um dos mais famosos violinistas do Mundo, tocou incógnito durante 45 minutos numa estação de metro de Washington, de manhã, em hora de ponta, despertando pouca ou nenhuma atenção. A provocatória iniciativa foi da responsabilidade do Jornal “Washington Post”, que pretendeu lançar um debate sobre a arte, beleza e contextos. Ninguém reparou também que o violinista tocava num Stradivarius de 1713 – que vale 3,5 milhões de dólares.

Três dias antes, Bell tinha tocado no Symphony Hall de Boston, onde os melhores lugares custam 100 dólares, mas na estação de metro foi ostensivamente ignorado pela maioria.

A excepção foram as crianças, que, inevitavelmente, e perante a oposição do pai ou da mãe, queriam parar para escutar Bell, algo que, diz o jornal, indicará que todos nascemos com poesia e esta é depois, lentamente, sufocada dentro de nós.

“Foi estranho ser ignorado”. Bell, que é uma espécie de “Sex Symbol” da clássica, vestido de jeans, t-shirt e boné de basebol, interpretou “Chaconne” de Bach que é , na sua opinião, “uma das maiores peças musicais de sempre, mas também um dos grandes sucessos da história”. Executou ainda “Ave Maria” de Schubert e “Estrellita” de Manuel Ponce, mas a indiferença foi quase total.

Esse facto, aparentemente, não impressionou os utentes do metro. “Foi uma sensação muito estranha ver que as pessoas me ignoravam”, disse Bell habituado ao aplauso. “Num concerto fico irritado se alguém tosse ou se um telemóvel toca. Mas no metro as minhas expectativas diminuíram. Fiquei agradecido pelo mínimo reconhecimento, mesmo um simples olhar”, acrescentou.

O sucedido motiva o debate, foi este um caso de “pérolas a porcos”? É a beleza um facto objectivo que se pode medir ou tão só uma opinião? Mark Leitahuse, director da Galeria Nacional de Arte, não se surpreende: “A arte tem de estar em contexto”. E dá um exemplo: “Se tirarmos uma pintura famosa do museu e a colocarmos num restaurante, ninguém a notará”.

Para outros, como o escritor John Lane, a experiência indica a “perda da capacidade de se apreciar a beleza”. O escritor disse ao “Washington Post” que isto não significa que “as pessoas não tenham capacidade de compreender a beleza, mas sim que ela deixou de ser relevante”.

A meu entender, as palavras expressas pelo "Washington Post" foram exageradas, desnecessárias e um pouco absurdas. Já Mark Leitahuse tem toda a razão.


Vejam o vídeo

Para vencer a crise, não adiante mudar de governo ou de Presidente, mas sim de atitude: falta iniciativa individual e há mil desperdícios no dia a dia. Como cantou Brel: “é na espessura da casca da batata que se mede a grandeza da nação”.

Richard Hinker Jr.



Ora nem mais...

28.8.10

Voo do Moscardo

Hoje apresento-vos três versões do "Voo do Moscardo", uma obra de um compositor russo chamado Rimsky-Korsakov. Duas versões são musicais (mas cantadas/tocadas com a devida inspiração e humor), outra é uma imagem.
Gosto bastante do "Voo do Moscardo" pelo o que ele tem de musical, alucinante, descoordenado!

A primeira versão que vos apresento é uma bonita e simpática versão à Capella (termo que se refere a uma música vocal sem acompanhamento musical) pelo coro "Team Lachey".
Vejamos:





 A segunda versão, é um violinista que tenta tocar a obra o mais rápido possível para entrar para o Guiness. Será que consegue?





 Por último, e não menos engraçado, uma publicidade da Raid. "Mata-os bem mortos"




26.8.10



1- Referir quem ofereceu - Gira aos quarenta

2-Chá preferido - Maçã/Canela

3- Número de colheres de acúçar - Meia colher! Não consigo tomar chá sem açucar!
 
 



Quanto às condições:


1- Dizer quem ofereceu- Gira aos quarenta

2- Enumerar três coisas em que reparo de imediato no sexo oposto e outras três que não suporto.

Reparo logo se é educado, na cor dos olhos e se tem dentes limpos (não suporto ver comida nos dentes de ninguém LOL).
O que não suporto são homens armados em espertos, que se vestem à Manuel Luís Goucha e broncos (não suporto estupidez)!
 
 
Passo o desafio a:
AVOGI
Home alone... Not
Sons de um Coração
Estrelinha Brilhante
Hoje vou casar assim

Enxoval

Olá a todas!
Ainda não partilhei convosco algumas coisinhas que comprei para o meu pequeno S. Como devem calcular, não são coisinhas, é quase o enxoval todo!! LOL
Claro que não ia colocar fotografias de todo o enxoval mas mostro-vos algumas das coisas que mais gosto.

Casaquinho da Petit Patapon

Toalha do Banho Tuc Tuc

Babygrows da Chicco, Tuc Tuc, Caracol e Zara Mini


Mantinhas da Caracol, Pili Carrera e a manta laranja foi feita pela mamã
Banheira e Fraldário (acabadinho de comprar!!)
A minha colecção Tuc Tuc: edredon e protecção para as grades do berço; mala de maternidade; porta-documentos; cestinha dos produtos de higiéne; muda-fraldas; porta-toalhitas; necessaire; espiral e ursinho musical


O quartinho e o berço optei por pintar em branco e decoração não tem quase nenhuma, mas o que tem está em tons laranja!
O quarto completo vou deixar para mais tarde. Como até a uma certa idade as crianças não vivem a 100% o quarto, optei por investir nos grandes móveis mais tarde.

Bj da M. e do S.

25.8.10

Oh Meu Deus!

Meus caros já não sei o que fazer!
Encontro-me na 29ª semana de gestação e já estou com os cabelos em pé! O pequeno S. deve andar a enfincar-se nas minhas costelas e são umas dores terríveis!!!! Não tenho posição nenhuma, nem deitada nem de pé... durmo bastante mal e como se isso já não bastasse ando a levantar-me várias vezes à noite para fazer xi-xi! Já para não falar das dores de costas :S
Quem disse que ser mãe era fácil?
Isto é tudo muito bonito (e diga-se de passagem que estou com um aspecto e uma pele óptimas, a par dos quilitos a mais!) mas é muito difícil de suportar, ainda por cima com um calor destes...
Ai Novembro que nunca mais chegas!
Beijos da M. e do S.

23.8.10

"Música é constante renovação. Cada vez que alguém toca, traz ao mundo um novo som."

Citado por:
Maestro Daniel Barenboim

Fight for Kisses

Minhas queridas quem faz este tipo de anúncios só pode ser um génio!
Simplesmente espectacular!
Ora vejam:

video

22.8.10

A minha cantora preferida é... a minha mãe!

Fala-se muito da importância da música no desenvolvimento dos bebés, mesmo quando dentro da barriga da mãe. Nesta fase, os sons, principalmente a voz da mãe, têm uma importância primordial. O bebé no último trimestre já tem o sentido da audição bem desenvolvido e não só ouve os ruídos do corpo da mãe, como a voz desta, a voz do pai e a música ambiente.
O tipo de música que a mãe ouvir durante o período de gestação vai ajudar a que o bebé reconheça, posteriormente, esses sons e pode mesmo associá-los à alimentação ou a uma situação de bem-estar, ou seja, irá ajudar a traquilizar e a acalmar a criança em períodso de maior stress.
Agora... que tipo de música ouvir?
Estudos revelam uma preferência pela música clássica, principalmente Mozart e Vivaldi, em detrimento de outros géneros músicais. É certo que Mozart e Vivaldi usam ritmos constantes e de fácil aproveitamento nas suas obras mas também o Pop, o Rock ou mesmo o Jazz cativam e estimulam o desenvolvimento neural do bebé. Contudo, outros estudos revelam que nenhum género musical consegue alcançar o grau de eficácia como a voz materna. Quando a mãe canta para o bebé, esta está a criar um vínculo muito mais forte com o filho e uma melhor evolução em termos de desenvolvimento. Embora a música clássica, pop ou rock seja mais rica e acabe por estimular mais em termos neuronais, o bebé reage com maior prazer ao canto da mãe.
Pessoalmente, e devido à minha profissão, acabo por ter uma parte mais técnica enriquecida pela música clássica e outra parte mais emocional e afectiva quando passo as minhas aulas a cantar! Já reparam que um bocadinho das duas é bom?

Eis algumas sugestões:
A Atxilipu e a Dwitza são duas editoras direccionadas para os bebés. A primeira editora tem concebido CD's especialmente para relaxar e estimular o desenvolvimento cerebral do bebé com as edições "Lovely Sleepy Baby" e "Lovely Baby".



O conceito da segunda editora está subordinado à ideia dos pais poderem partilhar com os mais pequenos as suas músicas favoritas de forma confortável e pouco intrusiva. Com a colecção "Rockabye Baby" encontraremos U2, Rolling Stones, Beatles, Pink Floyd, ente outros. Simplesmente genial!


19.8.10

Vida de Músico

Há uns dias (antes de ir de férias) recebi um email de uma amiga que fazia a comparação entre a vida dos músicos e as ditas "senhoras da vida" ou como ela o diz "putas" (desculpem a linguagem mas já vão perceber).
Para quem ler este post até pode achar que sou maluca pela linguagem usada ou até uma certa piada mas olhem... eu como músico e como professora de Violino num Conservatório achei a comparação muito irónica e sarcástica e, por incrível que pareça, até tem algumas semelhanças!!!lol
Ora leiam:

1.- Geralmente trabalhas até tarde. < Como as putas!>

2.- Geralmente és mais produtivo à noite. < Como as putas!>

3.- Pagam-te para manter o cliente feliz. < Como as putas!>

4.- Cobras por concerto mas ele nunca tem fim. < Como as putas!>

5.- Se és bom nunca estás orgulhoso do que fazes. < Como as putas!>

6.- Recompensam-te por satisfazer as fantasias dos teus clientes. < Como as putas!>

7.- É difícil ter e manter uma família. < Como as putas!>

8.- Quando te perguntam em que trabalhas, não podes explicar. < Como as putas!>

9.- Os teus amigos distanciam-se de ti e tu só andas com outros igual a ti. < Como as putas!>

10.-O Cliente paga a tua conta do Hotel e pelas horas que trabalhas. < Como as putas!>

11.- Avaliam a tua “capacidade” com provas horríveis. < Como as putas!>

12.- O cliente quer sempre pagar menos mas quer que faças maravilhas. < Como as putas!>

13.- Todos os días quando te levantas dizes: “NÃO VOU FAZER ISTO TODA A MINHA VIDA” < Como as putas!>

14. Sem conheceres nada dos seus problemas, os clientes contam as suas penas e esperam que lhes dês os conselhos que necessitam. < Como as putas!>

15.- Se as coisas correm mal, a culpa é sempre tua. < Como as putas!>

16.- Querem que ofereças serviços grátis ao teu chefe, amigos e família. < Como as putas!>

17.- Trabalhas com o cliente em cima. < Como as putas!>


Agora pergunto…

Na realidade somos Músicos... ou somos putas.?

Pois é!

Aqui estou eu de volta!
Foram apenas uns dias de férias mas que souberam tão bemmmmmmmmmmmm........!
Como a minha gravidez já vai avançada, resolvemos ficar apenas uns 120 Km da terrinha! Dividimos os nossos dias de descanso entre Aveiro e Sta. Maria da Feira, duas localidades que eu adoro e amo do coração. Em breve colocarei algumas fotos.
Beijinhos da M. e do S.

Passatempo do Tv Flames





O Tv Flames está a promover um novo passatempo!
Para se habilitarem a vencer o DVD Houdini - O Último Grande Mágico (NOVO E ORIGINAL) têm que responder apenas a três perguntas. Para além de fáceis, as respostas encontram-se no Blog.
Participem!

13.8.10

Férias!

Pois é!
Amanhã parto para uns dias de férias com o meu mais que tudo!! Por isso este bolg ficará um pouco "parado".
Beijos a todos e boas férias
M. e S.

12.8.10

Fraldas reutilizáveis

Olá a todos!
Será que podem dar-me sugestões, opiniões e onde comprar fraldas reutilizáveis?

11.8.10

E por falar em bons modos

Para quem não sabe, a atitude que se deve ter perante uma orquestra e principalmente para com o maestro é fundamental para uma boa estrutura e bom ambiente musical. Aqui se aplica aquela velha máxima "Quando um burro fala, o outro baixa as orelhas" ou melhor "Quando o maestro fala, ninguém toca"!
Ora vejam:

video

Souper colher

O grupo Fred&Friends lançou recentemente talheres em forma de super-heróis, dinossauros, aviões ou Legos. Possuem cabeça em aço inoxidável, tornam-o completamente lavável e seguro para alimentação e garantem máxima diversão às refeições. Custam entre €13,90 e €26,90.







Hoje em dia, com o ritmo frenético com que se vive, as refeições são habitualmente rápidas. Caso os nossos filhos estejam a aprender a comer sozinhos, o melhor será evitar este sistema, preferindo refeições mais calmas em que a criança tenha tempo de treinar estas novas habilidades. Algumas crianças comem sem dar trabalho algum, outras são o “Deus nos acuda” na hora do jantar e não acho que estes talheres-brinquedo sejam uma boa solução para incutir na criança bons modos à mesa, é necessário tempo e explicar-lhes que existe uma sequência própria... Estar à mesa com calma, com tempo e sem discussões é a melhor forma de aproveitar os momentos das refeições.

Bons modos à mesa

Em casa ou no restaurante,
numa qualquer refeição,
usa bem os talheres
e não comas com a mão.

E evita a algazarra
que por vezes lá se instala
não sobrepondo o ruído
ao prazer que dá a fala.

E presta bem atenção
a uma coisa elementar:
começa só a comer
quando o mais velho começar.

Há coisas que nos distinguem
do reino dos animais
e uma boa educação
nunca há-de estar a mais.

Deseja bom apetite
a quem te faz companhia,
que essa frase é um convite
para que reine a harmonia.

Ser educado à mesa
não é questão de estatuto;
não se educa com riqueza
a criança ou o adulto.

Poema de J. J. Letria

10.8.10

Uma tarde bem passada

Hoje rumei a Penafiel com os meus papás para uma tarde muito bem passada.
Aqui ficam algumas fotos dos sítios visitados:


Igreja da Misericórdia
  


Biblioteca Municipal
  
Jardim por detrás da Biblioteca Municipal (estátua do Padre Américo)

Santuário da Nossa Senhora da Piedade (Sameiro)



Museu Municipal

E por fim um lanchinho:

Pastelaria Alvorada (uma das mais antigas de Penafiel)

Tenho muitas boas recordações de Penafiel. Em criança, os fins-de-semana eram passados entre Penafiel e Braga. Foi uma tarde excelente, com bom tempo e na companhia dos papás... ainda melhor!!

Amanhã é dia de praia! Póvoa do Varzim aqui vou euuuuuuuuu!!!:)
Beijos da M. e do S.

Portista com Bom Senso

A propósito da vitória do Porto frente ao Benfica:



Estavam na China um Portista, um Benfiquista e um Sportinguista.

Estavam a beber na praça, só que na China isso é proibido. Foram apanhados em flagrante. Presos, foram mandados ao Mandarim para receberem sua sentença.

O Mandarim deu uma bronca enorme e disse que cada um ia receber 20 chicotadas como punição. Só que estavam em transição entre o ano do cão e o do rato, então cada prisioneiro tinha direito a um pedido:


- Você, Sportinguista, qual o seu desejo, desde que seja não escapar da punição?
- Quero que amarrem 1 travesseiro nas minhas costas!
- Que assim seja!

E levou as chicotadas com o travesseiro nas costas. Lá pela décima chicotada o travesseiro cedeu e o Sportinguista levou 10 chicotadas.


- Agora é a sua vez Benfiquista! Qual o seu desejo?
- Que amarrem 2 travesseiros nas minhas costas!

E assim foi. Lá pela décima quinta chicotada os travesseiros cederam e o Benfiquista tomou 5 das 20 chicotadas. Mas ficou feliz porque passou a perna no Sportinguista!


Foi a vez do Portista.

- Ora, ora, você é Portista! Bom gosto! Como eu gosto do seu povo você terá 2 pedidos!
- Bem, eu queria levar 100 chicotadas...
- Espantoso! Ainda por cima é corajoso! O seu pedido será realizado!

Qual é o próximo?

- Amarre o Benfiquista às minhas costas!



Atenção: Eu NÃO sou Portista!!!

Amor incondicional

Amor maior que os pais têm pelos filhos, não existe. É um amor incomparável, imensurável e incondicional e é nestas alturas que nem eu sei o que pensar.


Certo dia o filho perguntou ao pai: "Papá, vens correr a maratona comigo?"
O pai respondeu que sim, e ambos correm a primeira maratona juntos.

Num outro dia, o filho voltou a perguntar ao pai se queria voltar a correr a maratona com ele, o que o pai respondeu de novo que sim.

Correram novamente os dois.

Noutro dia ainda, o filho perguntou ao pai: "Papá, queres correr comigo o Ironman? (O Ironman é uma prova mais difícil. Exige que se nade 4 km, ande de bicicleta 180 km e corra 42 km).
E o pai disse-lhe que sim.





Parece tudo muito simples até se verem as imagens seguintes:

video
         

9.8.10

Conceito de vida interessante

Sempre tive uma especial admiração por este senhor e entende-se bem porquê!

"Na minha próxima vida, quero viver de trás para a frente. Começar morto, para despachar logo o assunto. Depois, acordar num lar de idosos e ir-me sentindo melhor a cada dia que passa. Ser expulso porque estou demasiado saudável, ir receber a reforma e começar a trabalhar, recebendo logo um relógio de ouro no primeiro dia. Trabalhar 40 anos, cada vez mais desenvolto e saudável, até ser jovem o suficiente para entrar na faculdade, embebedar-me diariamente e ser bastante promíscuo. E depois, estar pronto para o secundário e para o primário, antes de me tornar criança e só brincar, sem responsabilidades. Aí torno-me um bébé inocente até nascer. Por fim, passo nove meses flutuando num "spa" de luxo, com aquecimento central, serviço de quarto à disposição e com um espaço maior por cada dia que passa, e depois - "Voilá!" - desapareço num o r g a s m o ..."



Woody Allen

Gravidez: Como sobreviver ao calor

Só quem está (ou já esteve) grávida no Verão sabe como é difícil arrastar as pernas e como todo o corpo se torna ainda mais pesado. Os tornozelos incham, os pés não cabem nas sandálias, os anéis não entram nos dedos! Um sofrimento!
As pernas e os pés inchados são um sintoma normal da gravidez, sobretudo nos últimos meses, esteja frio ou calor. No Verão torna-se mais intenso e incomodativo.
Respeitar o nosso corpo e o nosso "estado" é a primeira e a mais importante forma de atenuar alguns sintomas.
Normalmente, as pernas inchadas não doem mas com o avançar do dia o inchaço vai-se agravando e, por vezes, ao fim do dia podemos sentir-nos uns autênticoas elefantes!:)
Para evitar tal situação, é necessário evitar estar muito tempo em pé e manter as pernas elevadas por alguns momentos ao longo do dia. Infelizmente, nem todas as profissões permitem as mulheres sentarem-se por alguns momentos.
Aplicar um creme refrescante antes de deitar é também uma boa medida para que a noite seja mais agradável, assim como colocar uma almofada debaixo dos pés para os manter elevados (ultimamente as almofadas têm sido as minhas melhores amigas!).
Usar calçado confortável e que não seja totalmente raso alivia também o edema.

Aumentar o consumo de água é essencial para mãe e filho e não esperar até ter sede. A sede é um sinal de que o organismo já entrou em défice de hidratação. Aconselham-se, pelo menos, dois litros diários.
O modo como comemos também influencia o nosso estado em geral. Devem-se preferir refeições leves, alimentos frescos, muita fruta, iogurtes, grelhados e saladas (muito mas muito bem lavadas). Opções saudáveis e que bem sabem quando está calor!
Estar muitas horas sem comer faz com nos sintamos indispostas, com tonturas e com aquela sensação horrível de desmaio (infelizmente já passei por essa situação), por isso fazer pequenas refeições intercalares evita quebras de tensão e hipoglicemia.
Na praia ou na rua devemos fazer como se o bébé já estivesse cá fora, ou seja, protejer-nos do calor e manter-nos o mais tempo possível ao fresco (sempre com as pernas elevadas!), usar protector solar para evitar escaldões e o aparecimento de manchas. 
Nadar no mar ou na piscina é um óptimo exercício e contribuirá para o nosso bem-estar e com a vantagem que dentro de água poderemos sentirmo-nos mais...leves!

Ahh... já agora, evitem a bola de berlim e prefiram fruta fresquinha!


Beijinho a todas a grávidas da M e do S.



Um Amor



Um casal de namorados estava em alta velocidade na estrada...

Rapariga: Devagar! Estou com medo...

Rapaz: Não! É divertido!

Rapariga: Não é não! Por favor, estás-me a assustar!

Rapaz: Então diz que me amas.

Rapariga: Amo-te.

Rapaz: Agora dá-me um grande abraço. Ela dá-lhe um abraço.

Rapaz: Tira o meu capacete e coloca em ti, está-me a incomodar.



No jornal do dia seguinte havia a seguinte notícia:

“Uma moto havia batido por causa de problemas no motor, duas pessoas iam nela, mas somente uma sobreviveu”

A verdade é que descendo a estrada, o rapaz percebeu que os freios haviam falhado, mas ele não queria que a rapariga soubesse. Ao invés disso ele fez com que ela dissesse que o amava e sentiu o seu abraço uma última vez, e a fez colocar o seu capacete para que ela pudesse viver, mesmo sabendo que por causa disso ele iria morrer.
 
 
 
Felizes os que conseguem amar com essa intensidade.

A culpa é dos Profs!

Um artigo antigo mas que vale a pena reler:

"Neste momento, é óbvio para todos que a culpa do estado a que chegou o ensino é (sem querer apontar dedos) dos professores. Só pode ser deles, aliás. Os alunos estão lá a contragosto, por isso não contam. O ministério muda quase todos os anos, por isso conta ainda menos. Os únicos que se mantêm tempo suficiente no sistema são os professores. Pelo menos os que vão conseguindo escapar com vida.
É evidente que a culpa é deles. E, ao contrário do que costuma acontecer nesta coluna, esta não é uma acusação gratuita. Há razões objectivas para que os culpados sejam os professores.

 
Reparem: quando falamos de professores, estamos a falar de pessoas que escolheram uma profissão em que ganham mal, não sabem onde vão ser colocados no ano seguinte e todos os dias arriscam levar um banano de um aluno ou de qualquer um dos seus familiares.

O que é que esta gente pode ensinar às nossas crianças? Se eles possuíssem algum tipo de sabedoria, tê-la-iam usado em proveito próprio. É sensato entregar a educação dos nossos filhos a pessoas com esta capacidade de discernimento? Parece-me claro que não. A menos que não se trate de falta de juízo mas sim de amor ao sofrimento.

O que não posso dizer que me deixe mais tranquilo. Esta gente opta por passar a vida a andar de terra em terra, a fazer contas ao dinheiro e a ensinar o Teorema de Pitágoras a delinquentes que lhes querem bater. Sem nenhum desprimor para com as depravações sexuais - até porque sofro de quase todas -, não sei se o Ministério da Educação devia incentivar este contacto entre crianças e adultos masoquistas.

Ser professor, hoje, não é uma vocação; é uma perversão.
Antigamente, havia as escolas C+S; hoje, caminhamos para o modelo de escola S/M.
Havia os professores sádicos, que espancavam alunos; agora há os professores masoquistas, que são espancados por eles. Tomando sempre novas qualidades, este mundo.

Eu digo-vos que grupo de pessoas produzia excelentes professores: o povo cigano. Já estão habituados ao nomadismo e têm fama de se desenvencilhar bem das escaramuças. Queria ver quantos papás fanfarrões dos subúrbios iam pedir explicações a estes professores. Um cigano em cada escola, é a minha proposta.

Já em relação a estes professores que têm sido agredidos, tenho menos esperança. Gente que ensina selvagens filhos de selvagens e, depois de ser agredida, não sabe guiar a polícia até à árvore em que os agressores vivem, claramente, não está preparada para o mundo."


Ricardo Araújo Pereira in Opinião, Boca do Inferno, Revista Visão

Uma perspectiva irónica mas que dá que pensar! Realmente, cada um desabafa como pode, denuncia como consegue. Pior é calar-se.

7.8.10

Como é possível?

Estava eu a fazer "zapping" pelo site da Máxima quando me deparo com a seguinte notícia:

"A ANA-Aeroportos de Portugal não atribui o prémio de assiduidade às trabalhadoras com dispensa para amamentar, uma situação que se arrasta há anos e que infringe a lei. O Código de Trabalho estabelece que a dispensa de duas horas por dia, até o bebé ter um ano, para amamentação ou aleitação "não determina perda de quaisquer direitos e é considerada como prestação efectiva do trabalho". Além disso, a ANA vai contra a Constituição da República Portuguesa, que consagra a protecção às mães trabalhadoras durante a gravidez e após o parto."

Estando eu grávida do meu pequeno S., estas questões (e outras também) vão deixando-me um pouco mais alerta.
E assim vai o apoio à maternidade num país com uma taxa de natalidade cada vez mais baixa! Que belo exemplo por parte de uma empresa que pertence ao Estado!

Quem sou Eu?

Quem sou eu?
Ajude-me a responder!
Eu sou um pássaro sem asas
Um sonho em corpo de menina
A realidade na face da mulher
Uma amiga que conforta
Uma professora que aprende
Umaaluna que ensina
Quem sou eu?
Ajude-me a decifrar!
Eu sou a água que molha a terra
A lágrima que sufoca o sorriso
A luz que apaga a escuridão
A melodia que ecoa
A paz que acalma o coração
Quem sou eu?
Eu sou a sensibilidade à flôr da pele
As lavas de um vulcão
Eu sou o grito do silêncio
E a companheira da solidão
Quem sou eu?
Ainda não descobriu?
Eu sou tudo e sou nada
Eu sou o que você olha e não enxerga
É capaz de responder agora?
Quem sou eu?