7.8.10

Como é possível?

Estava eu a fazer "zapping" pelo site da Máxima quando me deparo com a seguinte notícia:

"A ANA-Aeroportos de Portugal não atribui o prémio de assiduidade às trabalhadoras com dispensa para amamentar, uma situação que se arrasta há anos e que infringe a lei. O Código de Trabalho estabelece que a dispensa de duas horas por dia, até o bebé ter um ano, para amamentação ou aleitação "não determina perda de quaisquer direitos e é considerada como prestação efectiva do trabalho". Além disso, a ANA vai contra a Constituição da República Portuguesa, que consagra a protecção às mães trabalhadoras durante a gravidez e após o parto."

Estando eu grávida do meu pequeno S., estas questões (e outras também) vão deixando-me um pouco mais alerta.
E assim vai o apoio à maternidade num país com uma taxa de natalidade cada vez mais baixa! Que belo exemplo por parte de uma empresa que pertence ao Estado!

2 comentários:

AVOGI disse...

parece-me que este blogue está meio parado. é impressão minha ou é verdade? enfim , gostei deste bocadinho que li e até ia-me fazer sócia permanente, mas se está parado ...

meninaluaprimavera disse...

avogi, obrigada pelo comentário.
o blog foi criado há pouco tempo e ainda estou a ambientar-me com estas andanças!