1.12.11

Hilariante!

O túmulo do escritor irlandês Oscar Wilde, no cemitério Père Lachaise, em Paris, vai ser vedado ao público para evitar a erosão provocada, maioritariamente, pelo batom das visitantes que têm o hábito de demonstrar a admiração pelo escritor beijando a pedra.
O monumento foi agora restaurado com fundos das autoridades irlandesas e voltará a estar à vista do público na próxima quarta-feira, véspera do aniversário da morte do autor de "Retrato de Dorian Gray". Mas nada voltará a ser como dantes.
Para impedir a deterioração da pedra, o túmulo será protegido por um vidro.
O neto do autor, Merlin Holland, explicou à imprensa britânica que o batom das fãs se infiltra na pedra, que é muito porosa. De cada vez que o monumento é limpo, "é necessário retirar mais pedra, tornando-a ainda mais porosa".
"Tecnicamente, o túmulo está praticamente impossível de recuperar", afirmou.
Assim, às admiradoras de Wilde restará, a partir de agora, mandar baijinhos à distância.


2 comentários:

Anita disse...

por acaso esta muito giro, o tumulo, e bem diferente de tudo o que está lá, e o seu tumulo cheio de baton vermelho, so beijos por aquela lapide, enquanto no do Jim Morrison são so beatas e cheiro a haxixe, prefiro mil vezes o do woscar wilde.
beijo

M disse...

Oh por um lado é pena, mas vá, compreendesse ahha