2.9.10

De volta ao trabalho




Pois é!
Ontem tive de me apresentar ao serviço no Conservatório e que grande confusão que vai! Com os novos cortes na educação, todos nós (os professores) vamos ser afectados de uma maneira ou de outra. Quem quer aumentar o horário lectivo e quem agora entrar neste sistema de ensino tem muitas razões para se preocupar, pois a contratação de novos professores já teve melhores dias (pelo menos na minha área). Felizmente, este ano efectivei e tenho o meu horário (33h) garantido mas tenho pena de alguns colegas meus que se encontram em situações bem mais complicadas.
Mas que raio de Governo temos nós que incentiva e apoia financeiramente o ensino articulado e chega-se a um novo ano lectivo e diz que já não apoia os novos alunos?! Eu sei que tem de haver cortes no orçamento mas retirar apoios à educação e à saúde é que não acho viável.
Srs. Ministros que tal reduzirem à vossa luxuosa frota de carros? Não têm necessidade de andar com altas máquinas! Nós não somos a Dinamarca, a Alemanha ou mesmo a Noruega, nem para lá caminhamos.
Que tal extinguir os governos civis? Estes têm vindo a decrescer desde a sua criação. No início, representavam o governo central e coordenavam todos os serviços do Estado localizados em qualquer distrito. Actualmente, funcionam como uma simples delegação do Ministério da Administração Interna. Entre as funções de um governo civil encontram-se a emissão de passaportes, a segurança pública, a protecção civil e a gestão de processos eleitorais. Será que estes serviços não podem ter o seu representante nas autraquias locais? Actualmente, não se justifica a existência dos Governos Civis, constituindo um desperdício de dinheiro público e uma forma de manter o clientelismo partidário. 

E eu que não gosto de política... mas há coisas que me enervam.

1 comentário:

Anita disse...

Oh Oh como isto anda :(

Sem comentários mesmo!